Blog

Últimas notícias

O que você precisa saber sobre o sistema político antes de votar

Política não se resume apenas em votar ou em campanhas eleitorais. Ela está presente em todas as áreas da nossa vida pessoal

Em 2022, completamos 30 anos de história!

É emocionante olhar para trás e ver como crescemos e amadurecemos. Foram tantos desafios superados, sonhos realizados, milhares de jovens impactados.

Campanha Setembro Amarelo 2022

O Setembro Amarelo é uma campanha de valorização à vida que se estende por todo o mês. 

No Brasil, teve início em 2015, mas sua origem vem de 21 anos antes, em 1994, nos Estados Unidos quando o jovem Mike Emme, de 17 anos, tirou sua própria vida. 

Mike era muito talentoso, restaurou sozinho um Mustang 68 e pintou o carro de amarelo. O rapaz nunca se separava do automóvel, e por isso, ficou conhecido como “Mustang Mike”. 

A família e os amigos de Mike sempre o enxergaram como um garoto alegre e não perceberam que ele tinha sérios problemas psicológicos. Sem nem imaginar o que se passava com o jovem, não conseguiram evitar sua morte. 

No dia do velório, fizeram uma cesta com cartões decorados com fitas amarelas. Dentro de todos eles tinha a mensagem “Se você precisar, peça ajuda.”  Os cartões realmente chegaram às mãos de pessoas que precisavam de apoio, como colegas de escola de Mike. 

Com essa atitude, os familiares do jovem começaram um movimento muito importante de prevenção ao suicídio e valorização à vida. E em razão dessa triste, mas inspiradora história, foi escolhido como símbolo da luta contra o suicídio, o laço amarelo, em homenagem a Mike e seu Mustang. 

A história de Mike nos faz perceber que pessoas que estão passando por problemas psicológicos e emocionais não têm um estereótipo, qualquer um de nós pode estar lutando batalhas internas e atravessando muitas questões. Cabe a cada um de nós sermos gentis, ficarmos atentos a todos os sinais e oferecer ajuda. 

Ao notar os sinais, mesmo que pequenos, é fundamental que se tenha empatia, respeito, escuta e compreensão com a pessoa que está nessa situação delicada. 

Além disso, é importante que o indivíduo saiba que pode contatar o CVV – Centro de Valorização da Vida – em qualquer horário, pelo número de telefone 188, chat 24 horas e e-mail.  O CVV realiza atendimento gratuito de apoio emocional, psicológico e de prevenção de ao suicídio. 

 Campanha de Valorização à Vida 

Durante todo o mês de setembro estaremos com uma programação especial para a Campanha de Valorização à Vida, não apenas nas redes sociais, mas também nas salas de aula, em todos os nossos Polos e em nossas sedes.  

Várias atividades com o foco na saúde mental e no acolhimento de cada um de nossos Aprendizes e colaboradores serão realizadas ao longo do mês. Essas programações vão acontecer para estreitarmos ainda mais o laço entre nós e todas as pessoas que se relacionam conosco.  

Durante todo o ano nosso Setor Psicossocial trabalha no acompanhamento integral dos nossos aprendizes, se preocupando com questões emocionais e psicológicas, mas também sociais, financeiras, escolares, familiares e de saúde. 

É muito importante para nós que nossos jovens e colaboradores saibam que podem contar com a gente em qualquer questão e que estaremos aqui para apoiá-los no que pudermos, por isso, nos esforçamos sempre para propiciar o acolhimento e a escuta qualificada de cada um. 

Um dos nossos princípios norteadores é a empatia. Ao nos colocarmos no lugar do outro, enxergamos o mundo através de uma visão diferente e ao sentir por outra pele nos tornamos mais compreensivos. Se não conseguir se imaginar em outra situação, ao menos tente se lembrar que o respeito deve vir antes de qualquer coisa. 

Em um mundo onde você pode escolher o que ser, seja gentil! Nunca sabemos pelo o que o outro está passando. 

Todas as vidas importam! 

Se você estiver precisando de ajuda ou passando por algum problema pode entrar em contato com o nosso Canal de Ética clicando aqui, você vai ter sua identidade preservada e respeitada e vamos te oferecer todo o apoio necessário! 

Por quê o Setembro Amarelo existe? 

O objetivo do Setembro Amarelo é a valorização de todas as vidas e a conscientização sobre a prevenção do suicídio. A campanha busca alertar a população sobre a realidade e gravidade do problema.  

Muitas vezes, a melhor forma de se salvar uma vida é por meio de diálogos e discussões que abordem o tema com empatia e respeito.  

O suicídio pode ser evitado em 90% dos casos quando a pessoa recebe os cuidados necessários, por isso é muito importante discutir suas causas e consequências.  

Só podemos gerar reflexões para conscientizar e incentivar as pessoas que precisam de ajuda a se cuidarem falando sobre e normalizando questões de saúde mental e distúrbios psicológicos e emocionais.  

Ainda há muito tabu acerca do assunto, mas colocá-lo em pauta na sociedade é um fator muito importante para evitar a perda de outras vidas. De acordo com a revista Veja, o Brasil é o país com mais casos de depressão e ansiedade da América Latina, o que já acende um alerta vermelho para nós. 

 Devemos prestar atenção nos índices, normalizar o diálogo e entender que o suicídio e transtornos mentais são questões de saúde pública! Não é fraqueza, não é drama nem falta de uma religião.   

Então, se precisar peça ajuda!  

Ansiedade, depressão e o mundo pós pandemia 

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a pandemia de Covid-19 provocou um aumento de 25% nos casos de ansiedade e depressão em todo o mundo. Os países mais afetados pela pandemia, desde 2020, tiveram os maiores aumentos na prevalência dos transtornos.   

Grande parte do impacto emocional e psicológico ocorreu pela forma inesperada como a pandemia aconteceu. A impressionante velocidade de disseminação da doença, o isolamento social, consequências econômicas negativas, mudança na rotina de trabalho ou em relações afetivas e pela interrupção de tratamento por dificuldades de acesso. A nossa estabilidade emocional foi levada ao limite: o medo e preocupação constantes se conectaram ao aumento da inflação e do desemprego. 

A OMS divulgou também os resultados de análises que apontam que a pandemia impacta de forma significativa a saúde mental de crianças e adolescentes. Conforme uma pesquisa da Universidade de Calgary, no Canadá, a depressão e a ansiedade entre os jovens dobraram em comparação aos níveis pré-pandemia.  

De acordo com os especialistas, o aumento da incidência dos distúrbios em jovens e crianças está associado principalmente ao isolamento social e a perda de objetivos e metas, devido às incertezas impostas pela crise econômica e social intensificada pela Covid-19. 

Os jovens estão se sentindo abandonados pelo sistema e sem perspectiva de futuro.  

Nós estamos fazendo a nossa parte multiplicando oportunidades para devolver a esperança para população mais nova. Agora, mais do que nunca, devemos levar a inclusão social para todos os quatro cantos do país e mostrar que a Transformação por meio da Educação e da Tecnologia é possível.  

O amanhã pode ser muito melhor do que imagina! O mundo é repleto de possibilidades! 

A importância da saúde mental 

A saúde mental é um importante componente para o bem estar de uma pessoa. É ela que nos possibilita desenvolver a habilidade de perceber, compreender e interpretar o meio em que vivemos para assim podermos nos adaptar a ele ou modificá-lo.  

Também é ela que determina a forma como iremos lidar com as nossas emoções. A saúde mental define a nossa disposição emocional, psicológica e social, e nos ajuda a decidir como nos relacionamos com o outro. 

O nosso estado mental estabelece a qualidade das nossas interações sociais. Por isso, investir no o equilíbrio das nossas emoções é fundamental para relações mais harmônicas, inclusive no ambiente de trabalho. 

A saúde mental está diretamente relacionada a saúde física, a mente e o corpo são sistemas interligados e inseparáveis. Não é à toa que ainda no Império Romano, os pensadores seguiam o lema “Mens sana in corpore sano” que significa “uma mente sã em um corpo são”. Atualmente, é comprovado que é muito improvável estar fisicamente saudável se a mente se apresenta doente. 

Cuidar da saúde mental deve ser considerado uma ação tão importante e presente na vida de todos quanto o cuidado com o corpo. Ou seja, da mesma forma em que alguém se preocupa em estar bem fisicamente, é essencial que também se preocupe em estar bem emocionalmente.   

Entender a importância da estabilidade mental e sua intensa relação com o bem-estar nas mais diversas esferas humanas é fundamental para construirmos uma sociedade mais harmônica, saudável e produtiva. 

Fique por dentro dos nossos boletins mensais. Assine nossa newsletter.

Empresas parceiras








Reconhecida por:

Siga-nos:

© Renapsi - Rede Nacional de Aprendizagem, Promoção Social e Integração. Leia nossa política de privacidade. Leia nosso manifesto LGPD.